Emprego e Renda nos Municípios: Como Gerar Agora!

Geração de emprego e renda nos municípios, ao lado de melhorias na saúde e educação, são os três principais grandes desafios de todo prefeito, prefeita e gestores públicos.

Principalmente em municípios menores do interior, iniciativas planejadas e estruturadas para gerar emprego e renda trazem os seguintes benefícios:

  • A cidade deixa de exportar seus talentos para cidades maiores
  • Aumento da arrecadação própria
  • Aumento do dinheiro circulando na sua cidade
  • Redução da dependência da prefeitura como maior empregador do município
  • Melhoria nos indicadores de desempenho e nos ODS
  • Redução da desigualdade e da criminalidade
  • Melhoria da dignidade e da felicidade dos moradores
  • Melhores serviços prestados à comunidade

Formas antigas de gerar emprego e renda nos municípios

Muitos gestores públicos ainda priorizam a atração de indústrias para o município como forma de gerar emprego e renda.

Realmente é uma estratégia que deu muito certo nos anos 80 e 90, mas com a automatização cada vez maior das fábricas, menos pessoas são necessárias para tocar a produção, e com isso menos empregos são gerados.

Trazer indústrias para o município ainda é uma estratégia interessante para o aumento da arrecadação através dos impostos que serão cobrados sobre o seu faturamento, mas dependendo dos incentivos e benefícios que o(a) prefeito(a) deu para atrair determinada indústria, pode ser que a conta não feche.

Atrair indústria é uma estratégia cara. Pode envolver doações de terrenos e prédios, construções de parques industriais com toda a infraestrutura necessária de logística e transporte para pessoas e cargas, fornecimento de água, esgoto para dejetos industriais, energia apropriada e telecomunicações, e em alguns casos, incentivos fiscais, o que compromete a arrecadação do município e pode gerar questionamentos dos órgãos de controle aos prefeitos.

Outra estratégia antiga para geração de emprego e renda que muitos prefeitos de cidades do interior usam é ocupando cargos na prefeitura e nas autarquias municipais.

Esse modelo é limitado pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) que limita o percentual que a prefeitura pode gastar com folha de pagamento.

A estagnação ou a queda da arrecadação própria dos municípios e os problemas nos repasses do FPM (Fundo de Participação do Municípios) também comprometem estratégia.

Ela também não é sustentável no longo prazo, pois com os encerramentos dos mandatos e eventuais alternâncias de poder, estes empregos deixam de existir ou trocam de mãos.

Novas Formas de Gerar Emprego e Renda nos Municípios

Na imagem abaixo você vai conferir as marcas mais valiosas do mundo no ano de 2021:

emprego e renda

Fonte: AAA Inovação

Observe que entre as 10 marcas valiosas do mundo, apenas 2 não são de tecnologia: Walmart (varejo) e ICBC (banco). 80% estão na área de tecnologia, e boa parte delas ganhando posições em relação ao ranking anterior.

Pode ser que um gestor público olhe para esta lista e não veja como desenvolver uma Big Tech (uma grande empresa de tecnologia) em seu município do interior do Brasil. Antes de chegar a esta conclusão, leia estas observações:

  1. A maior parte destas empresas começaram com jovens em garagens ou alojamentos de estudantes, ou seja, não nasceram grandes, começaram como pequenas ideias com jovens ambiciosos e com bastante conhecimento.
  2. Micros, pequenas e médias empresas de tecnologia geram muitos empregos, por serem prestadores de serviços, e também remuneram muito acima da média do mercado, pois hoje existe muita demanda nesta área com as mudanças que estão ocorrendo na sociedade.
  3. Também por serem prestadores de serviços, incentivar geração de emprego e renda através de micro e pequenas empresas de tecnologia, traz outro enorme benefício às prefeituras que é a arrecadação do ISS (Imposto Sobre Serviços), que é uma receita que fica 100% no município, deferente do ICMS e do IPI, tributos que vão originalmente para os governos federal e estadual e depois volta uma pequena fração.
  4. É muito mais rápido implantar negócios de tecnologia do que indústrias. Basta ligar o computador na tomada e na internet.

Como Gerar Vagas em Tecnologia na Sua Cidade

Gerar vagas de emprego na área de tecnologia no sue município é bastante simples e rápido, veja algumas dicas importantes:

  • Não precisa de grandes investimentos em instalações, máquinas e equipamentos. Possibilidade de iniciar numa simples sala, em casa, ou até mesmo numa garagem.
  • Apenas computadores ou até smartphones e internet são suficientes para iniciar uma startup
  • O maior investimento é em capacitar estes jovens e profissionais, ainda assim existem muitas alternativas muito baratas como o Prof Play que capacita para o Empreendedorismo e o Mercado de Trabalho e a Digital Innovation One que ensina sobre Programação.

Você ainda estará contribuindo para a evolução de vários indicadores dos ODS, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, como:

  • Erradicação do Pobreza
  • Educação de Qualidade
  • Trabalho Descente e Crescimento Econômico
  • Indústria Inovação e Infraestrutura
  • Redução das Desigualdades
  • Cidades e Comunidades Sustentáveis

Se você se interessou pelos cursos do Prof Play, e quer levar esta capacitação por um valor social, clique neste link para receber mais informações, e uma pessoa do nosso time vai entrar em contato.

Conte com a gente!

O que é empregabilidade? E trabalhabilidade? Qual a diferença?

O que é empregabilidade? Como melhorar minha empregabilidade? Como uma boa empregabilidade pode garantir um futuro melhor?

Provavelmente são perguntas que você deve estar se fazendo e aqui neste post você vai ter as respostas para cada uma delas.

Também vai compreender o que é trabalhabilidade e qual a diferença entre trabalhabilidade e empregabilidade.

Depois que você vai entender bem estes dois conceitos, vai ficar bem mais simples e fácil para você montar sua estratégia e conquistar o seu sucesso profissional.

O que é empregabilidade?

Segundo o dicionário, empregabilidade é: “qualidade do que ou de quem é empregável; possibilidade de ser empregado”. Isso significa que quanto maior a sua empregabilidade, maior a chance de conquistar um emprego.

Da mesma forma quanto menor a sua empregabilidade, mais difícil você conseguir um emprego, ou conseguir um emprego que seja bom, que remunere bem e onde você seja feliz.

E a forma de medir a empregabilidade de qualquer pessoa é analisando alguns fatores:

  • Quanto tempo ela demora para conseguir um emprego
  • Qual é o salário dela
  • Qual é o salário dela comparado com o de outras pessoas que exercem a mesma função
  • Quão difícil é para o empregador demití-la por não ter outras pessoas no nível para colocar no lugar
  • Quanto tempo ela fica desempregada ao deixar um emprego
  • Quantas propostas aparecem de trabalho para ela, até mesmo quando ela não está procurando

Como melhorar minha empregabilidade?

Os empregadores preferem as pessoas mais capacitadas, logo fazer treinamentos profissionalizantes é a melhor forma de você se preparar para seu primeiro emprego, ou de conquistar um emprego melhor.

A primeira coisa que você deve fazer é definir um objetivo para a sua carreira profissional, as perguntas abaixo podem lhe ajudar nisso:

  • Onde você quer chegar?
  • Qual cargo ou posição deseja ocupar?
  • Quanto gostaria de receber de salário por mês?
  • Em qual tipo de empresa gostaria de trabalhar?
  • Em qual área da empresa quer atuar (vendas, atendimento, financeiro, administrativo, operacional)?
  • Quando (dia, mês e ano) você quer atingir este objetivo?

Ao responder estas perguntas você já tem uma noção de quais os tipos de cursos você deve fazer para se capacitar para a vaga profissional que você sonha.

Se você ainda não ter certeza sobre qual caminho quer seguir, aqui no Prof Play temos dois testes: um de perfil comportamental e outro de perfil vocacional, baixe o aplicativo e faça o seu. Ficaremos felizes em ajudar nessa importante escolha do seu caminho profissional.

No Prof Play também temos vários cursos profissionalizantes e para melhorar a sua empregabilidade, como inglês por exemplo. Falar outro idioma vai lhe ajudar muito a conquistar melhores trabalhos com maior remuneração.

Você também melhora sua empregabilidade por meio das suas experiências profissionais, por isso realizar estágios, mesmo que voluntários e não remunerados, podem ser o seu diferencial no caminho de conquistar o sonhado primeiro emprego.

E o que é trabalhabilidade?

Trabalhabilidade é um conceito relativamente novo que está substituindo o termo empregabilidade.

Trabalhabilidade vai muito além da capacidade de você conquistar um bom emprego, pois é uma forma de preparar você para empreender, para ter o seu próprio negócio, ou ainda ser um(a) profissional liberal, como advogado(a), médico(a), contador(a), maquiador(a), nutricionista, arquiteto(a) e tantas outras possibilidades.

Ser um empreendedor ou uma empreendedora, ou ser um(a) profissional liberal não é um emprego, porque você não tem um(a) empregador(a), um(a) chefe, para prestar conta e ser subordinado(a), mas é um trabalho, que também permite que você possa realizar os seus sonhos e com mais liberdade, sem um(a) chefe lhe dizendo o que você deve fazer.

A Plataforma Eu Empreendo é parceira do Prof Play e tem várias dicas lá caso você queira empreender e ter o seu próprio negócio.

Em relação aos profissionais liberais, aumentar a sua trabalhabilidade significa ter mais clientes e a possibilidade de cobrar um valor maior por seus serviços.

Para isso é preciso desenvolver tanto as Soft Skills quanto as Hard Skills, assunto para outro post.

E se você se interessou pelos cursos do Prof Play, você pode se cadastrar clicando neste link para receber mais informações, e uma pessoa do nosso time vai entrar em contato.

Seja qual for a sua decisão, ficaremos aqui torcendo pelo seu sucesso.

Conte com a gente!

Contato

Mande um Oi!